28 julho 2022 0 336

Como Jake Schmidt Popularizou os Fidget Spinner

Cerca de 5 anos atrás, Jake Schmidt iniciou uma das tendências que mais cresceram na indústria de brinquedos: os fidget spinners. Ele não foi o inventor, mas é seguro dizer que foi o primeiro indivíduo a comercializá-lo.

Jake Schmidt é um profissional de marketing digital e fundador da Structured Social, uma agência de marketing digital com sede em Los Angeles, EUA. Ele fundou muitos outros negócios no setor de marketing online, incluindo Konstant Creative, Fidgetly e outros ao lado de seu parceiro Nick Shackleford.

Neste artigo, estamos compartilhando a fórmula que ele usou para lançar sua marca Fidgetly, que foi a maior marca por trás da tendência global de fidget spinner entre 2016 e 2018.


História do Background

Jake estava obcecado em procurar atenção subvalorizada, desde que começou sua jornada de marketing online no final da sua adolescência. Ele se acostumou a verificar as “contas de memes” do Instagram, que para ele eram o exemplo perfeito de atenção subvalorizada.

Ele começou a usar essas contas para promover uma oferta imobiliária para seu cliente e, definitivamente, gerou muito tráfego, mas a oferta não era perfeita para o público.

Então, Jake começou a pesquisar formas alternativas de monetizar o tráfego de contas de memes.

Tendo lançado um Kickstarter no passado, ele sabia que esta plataforma era o lugar perfeito para obter inspiração para novos produtos.

"Um dia, eu estava fazendo uma pesquisa e me deparei com algo chamado 'fidget cube', que havia arrecadado cerca de $6 000 000 em 30 dias. Foi quando a ideia de vender brinquedos fidget me pegou.", — Jake diz.

Quanto mais Jake aprendia sobre o Instagram, mais ele percebia que vídeos “estranhamente satisfatórios” eram perfeitos para se tornarem virais.

Como Criar seu Amazon KDP e Ganhar US$ 4.300 em Vendas Mensais

Conteúdos como brincar com slime, cortar objetos com facas e esmagar coisas com martelos estavam chegando à página de exploração e recebendo muita atenção. Então, Jake queria ter certeza de que seu produto se encaixa nesse tipo de conteúdo.

Jake sabia que, se conseguisse um alto engajamento no conteúdo com seus produtos, ele poderia fazer com que seus gastos com anúncios fossem muito maiores. Brinquedos de inquietação pareciam se encaixar na conta, e então Jake começou a experimentá-los.


Fazendo os Fidget Spinners

Jake começou essa experimento em um site chamado Thingiverse, que era um banco de dados de código aberto de designs imprimíveis em 3D.

"Encontrei um design para fidget spinners lá e o imprimi, mas não pensei muito nisso. Minha opinião sobre fidget spinners mudou quando vi um anúncio de um no Etsy. Cliquei na lista e percebi que, apesar de por ser uma loja novinha, eles já tinham vendido centenas de unidades. Reparei também que era uma versão impressa em 3D, igual a minha.", — diz Jake.

A essa altura, Jake percebeu que sua preparação para estudar canais subvalorizados havia encontrado uma oportunidade e ele precisava aproveitá-la.

Aproveitando a Oportunidade

Neste momento, os fidget spinners ainda eram estritamente para amadores. Eles ainda não haviam sido comercializados, o que tornou a oportunidade ainda melhor.

Jake sabia que o dinheiro real não estava na venda de brinquedos impressos em 3D, mas na fabricação em massa. Então, ele imediatamente entrou no Alibaba e encontrou um fabricante para fazer parceria.

"Até onde eu sei, este acabou sendo o PRIMEIRO fidget spinner produzido em massa a chegar ao mercado.", — diz Jake.

Ganhando $250 por Dia Promovendo Cursos De Marketing de Afiliados Usando Vídeos Gratuitos do Youtube


Fazendo o Marketing dos Fidget Spinners

Depois que Jake recebeu as amostras, ele criou anúncios em vídeo de entretenimento educativo. São anúncios em vídeo que dizem que algo é divertido e satisfatório, mas também educativo.

Ele criou uma loja Shopify, entrou em contato com o proprietário de uma conta de meme com quem já havia trabalhado antes e começou a testar sua ideia. A conta do meme do Instagram foi chamada LMAO.

"Meu primeiro post custou $300 e gerou $3.500 em uma hora. Foi quando eu soube que estava no caminho certo.", — Jake diz.

Este foi o início da longa jornada de sucesso dos fidget spinners que todos conhecem hoje.

Jake escalou para mais de 500 000 unidades vendidas em cerca de um ano em sua loja Shopify e adquiriu seus produtos em grandes lojas de varejo como Best Buy, Target e Brookstone. Ele conseguiu tudo isso com apenas 20 anos de idade com seu parceiro Nick Shackleford.

Nick Shackleford compartilhou sua parte da história de sucesso da Fidgetly como cofundador e foi publicada no Partnerkin, você pode ler aqui.

A Fórmula Vencedora Usada por Jake Schmidt

Jake admite que a fórmula que levou ao grande sucesso dos Fidget spinners pode ser facilmente replicada com outros produtos que satisfaçam o ajuste de mercado que ele mencionou acima. Aqui está a fórmula para copiar:

  1. Encontre fontes de atenção subvalorizada, como páginas de memes, Youtubers de jogos, etc.
  2. Teste ideias a baixo custo antes de escalar
  3. Capitalize as tendências antes que elas fiquem saturadas
  4. Crie conteúdo que venda e obtenha engajamento
  5. Continue fazendo swings até acertar.


Conclusão

Ganhando US$ 412 por Semana Promovendo uma Oferta Afiliada de Aprimoramento Masculino no Quênia com um Impressionante ROI de 105%

Fidgetly foi capaz de gerar $1 000 000 em seus primeiros 2 meses. O sucesso do fidget spinner não veio apenas diretamente, Jake e seu parceiro Nick tentaram uma loja dee-commerce vendendo hoverboards, mas acabaram perdendo $30 000. Jake conseguiu fazer a tendência dos hoverboards, no entanto, eles eram muito pesados para embarcar e eles  esquentavam e pegavam fogo. Isso acabou com seu negócio de hoverboards, mas o deixou inspirado a procurar um produto mais portátil e seguro.

Os fidget spinners foram diferentes e trouxeram sucesso imediato desde o início. Eles eram fáceis de comercializar e fáceis de enviar porque eram pequenos e podiam até caber em envelopes e bolsos, ao contrário dos hoverboards.

O que acha do artigo?