25 fevereiro 2022 0 242

Ganhar Dinheiro com Arte: um Tubarão Morto por US$ 12 000 000 ou uma Banana Normal por US$ 120 000

Em 2020, a pandemia atingiu todos os aspectos de nossas vidas, especialmente os negócios offline. Muitos começaram a desenvolver seus negócios pela Internet, que não passou nem mesmo pelas galerias de arte. Yuri Omelchenko, dono da Gallery Omelchenko, falou em entrevista à Gente PRO sobre ganhar dinheiro com arte contemporânea. Preparámos uma versão em texto da entrevista, na qual você descobrirá por que um tubarão de pelúcia custa US$ 12 milhões e uma banana em fita custa US$ 120 000.

Conte-nos como a pandemia afetou as feiras de arte mundiais?

A pandemia deu muito à arte em geral. Anteriormente, para chegar à galeria em Basileia, você tinha que voar até lá, comprar um ingresso.

Agora tudo é diferente— basta se cadastrar no site e você pode percorrer a galeria gratuitamente, estando em qualquer lugar do mundo. O número de vendas aumentou, apesar de antes não ser possível fazer uma compra online de vários milhares de dólares, para não falar de objetos no valor de dezenas ou mesmo centenas de milhares de dólares.

Para o mundo da arte, a pandemia trouxe enormes vantagens. Todos os museus do mundo rapidamente se juntaram e criaram gabinetes online e apresentaram suas coleções. Anteriormente, você tinha que voar para Paris para visitar o Louvre, mas agora você pode fazer isso sem sair de casa e, para melhor efeito, coloque óculos VR ou AR.

A arte se tornou mais acessível agora?

O faturamento do mercado mundial de arte é de US$ 50 bilhões por ano. Agora as pessoas começaram a entender que a arte é legal e elegante, que você precisa investir em arte, mas na Rússia as coisas não estão indo bem com isso. No entanto, em Moscovo há pessoas que podem comprar uma obra por 100 000-200 000 rublos, mas na Europa são considerados centavos. Eles têm até medo de lidar com essas obras de arte, porque é muito barato para eles.

Após Vários Anos Cometendo Fraude de Cookie Stuffing, um Homem Americano Ganhou $28 Milhões: Como os Afiliados Monetizam o Tráfego da Barra de Ferramentas

Se estamos falando da aquisição de um objeto de arte para fins de investimento, como não errar com um investimento? Como distinguir uma obra de arte potencialmente lucrativa no futuro?

É para isso que servem as galerias. A galeria— é confiança, um nome.

Você pode listar galerias russas famosas?

Das galerias fundadoras de arte contemporânea na Rússia, estas são: as galerias Ovcharenko e Sergey Popov, "11.12", a galeria Triumph. De galerias jovens: Askeri, Galeria Orekhov. Muitos novos aparecem, mas isso raramente acontece. Um negócio muito difícil. Você deve ter ativos nas costas para começar a fazer isso. Não é tão fácil viver apenas à custa da arte, porque ainda há muito pouco interesse pela arte. Procuramos desenvolver investimentos em cultura.

Como objetos como um tubarão e uma banana se tornam arte e depois são vendidos por centenas de milhares e até milhões de dólares?

O tubarão de Damien foi vendido por US$ 12 milhões. Aconselho à todos que leiam o livro "Como vender um tubarão de pelúcia por 12 milhões de dólares?" Donald Thompson. Agora estamos falando de arte como um negócio. O que está acontecendo na Rússia é comparável à um jardim de infância. A casa de leilões Christie's em Londres fatura US$ 400 milhões em uma noite  em leilão — isso já é um grande jogo.

Publique Mais de 250.000 Palavras em seu Blog nas Próximas 24 Horas com esta Ferramenta de IA

Você precisa entender que esses preços para a arte aparecem porque ela cai nas mãos certas, para os donos de galeria certos. "O patrono" de Damien Hirst foi Charles Saatchi — este é um dos maiores negociantes de arte. Ele é dono da maior agência de publicidade Saatchi & Saatchi.

O tubarão de Damien fez barulho — você está de pé, um tubarão enorme com uma mandíbula enorme está olhando para você, tudo está em suspensão e você está de pé acima dele, como se estivesse no oceano. O tubarão causa medo, e no formaldeído é como se estivesse vivo. Você ainda tem medo dele, mesmo que ele esteja morto. Ela inspira horror e medo mesmo após a morte — este é o conceito deste objeto de arte. As pessoas estão dispostas a pagar por isso, o que não é surpreendente. Damien adora pensar sobre a vida e a morte. Esta instalação é de tirar o fôlego.

No mercado de arte tem seus próprios grandes players — quase todos se conhecem. A comunidade de autores e daqueles que trabalham com eles é bastante restrita. Por exemplo, Steve Cohen pagou US$ 12 milhões por esse tubarão. O mercado de arte é feito por pessoas que estão dispostas a pagar enormes somas de dinheiro por objetos como bananas em fita adesiva. Se uma pessoa pagou por um espantalho de peixe com uma barbatana caindo, tente provar que não vale tanto assim. As pessoas estão começando a olhar para pinturas e objetos de arte como obras de arte, conhecendo seu valor.

Assim foi com a banana de Maurizio Cattelan. Uma pessoa compra uma banana no supermercado, que custa 20 centavos, vai até a base de arte, cola uma banana comum em fita adesiva. O custo não é superior à US$ 1, mas ele fez isso na hora certa e no lugar certo. Uma pessoa chega, compra por $120 000 e depois é revendida mais algumas vezes. E todo mundo está em choque, aqui está — uma piada no mercado de massa. Você paga pela ação, você paga pelo choque, pelas emoções.

Resultado

O mercado de arte contemporânea é dinâmico. Essas histórias incríveis provam que as pessoas estão dispostas a pagar por "pão e espetáculo". Para que a criatividade se torne famosa, não é necessário fazê-la lindamente ou "acadêmicamente correta". As obras, antes de tudo, devem evocar emoções.

Wesley Ng: Transformando a Casetify em Uma das Maiores Marcas de Acessórios Tecnológicos do Mundo
O que acha do artigo?
#art